Carregando...
 
 
Brasília-DF, 01 de Janeiro de 2009. Ano 5
Hoje
JANEIRO/2009
D S T Q Q S S
1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31
Total de 33219 notícias

Banco italiano prepara empréstimo de 3 bilhões de euros para a Fiat
Enviado por Da Redação em 31/01/2009 18:14:00

O banco italiano Intesa Sanpaolo já tem quase pronto um empréstimo de 3 bilhões de euros à Fiat, que em 20 de janeiro assinou um acordo preliminar não vinculativo (de cumprimento não obrigatório) para uma aliança estratégica global com a americana Chrysler.

O anúncio da linha de crédito para a montadora italiana foi feito à imprensa pelo presidente do Conselho de Gestão do Intesa Sanpaolo, Enrico Salza, durante um congresso de entidades bancárias na localidade de Alba, no Piemonte (norte). "Temos todo o interesse em dar à sociedade condições para que tenha mais tempo para refletir sobre os próximos movimentos do executivo-chefe. A Iveco e a NHC (controladas pela Fiat) não têm problemas", disse Salza.

O executivo do Intesa Sanpaolo também lembrou o apoio que os bancos italianos sempre deram à Fiat e que, segundo ele, levou a companhia a se tornar a maior do país. Na última quarta-feira, o executivo-chefe do Intesa Sanpaolo, Corrado Passera, confirmou que o banco trabalhava em um empréstimo para a Fiat, mas não chegou a especificar um valor.  As informações são da EFE

 



Uma péssima propaganda
Enviado por Da Redação em 31/01/2009 18:01:47

A imagem da polícia fluminense, já manchada pelos episódios contínuos de violência, recebeu ontem mais um golpe, desta vez vindo do outro lado do Atlântico. Uma campanha publicitária italiana espalhou pelas cidades de Nápoles, Bolonnha e Milão vários outdoors com fotos que simulam mulheres sendo abordadas por policiais militares do Rio de forma desrespeitosa e agressiva. Em uma das imagens, que teriam sido feitas na Praia de Ipanema, um PM coloca a mão por baixo da saia da modelo.

As mulheres retratadas lembram turistas estrangeiras. Já os modelos vestem uniformes idênticos aos da PM, com emblema do 22º BPM (Maré). Na vida real, o responsável pelo policiamento de Ipanema é o 23º BPM. Em algumas imagens, as modelos parecem gritar quando o PM pega uma delas pelo braço ou joga a outra no chão para revistá-la.O Secretário Especial de Turismo e presidente da Riotur, Antonio Pedro Figueira de Mello, repudiou a propaganda e disse que vai enviar à Embaixada Italiana no Brasil um pedido de retirada imediata dos outdoors das ruas da Itália: “Esse tipo de publicidade desrespeita não só a Polícia Militar como compromete a imagem do Rio e dos cariocas. É lamentável que fatos como esses ocorram em pleno século 21”.

Segundo a assessoria da Secretaria de Segurança Pública, não há informação de que os homens nas fotos sejam policiais militares de verdade. “Se for avaliado que há afronta à imagem do Rio, a Secretaria de Estado de Turismo tomará providências”. A campanha — feita para uma rede de lojas de roupas femininas chamada Relish — não causou revolta somente por aqui. Italianos se reuniram em comunidade no site de relacionamento Facebook para pedir a suspensão imediata das propagandas.“Estava indo ao estádio com os meus filhos quando vi o outdoor. Isso é uma provocação. Qual o valor que a âgência pretendia dar ao seu cliente com essas imagens?”, questiona Umberto Giacometti. Outra integrante da comunidade, que ontem já tinha 150 membros, Antonietta Simeone escreve que as peças publicitárias são das mais feias que já viu na vida. “Dá nojo”, afirmou. Informações de O Dia.



Meio-irmão de Obama é preso no Quênia
Enviado por Da Redação em 31/01/2009 12:08:03

O meio-irmão do novo presidente norte-americano Barack Obama, George Obama, foi preso no Quênia por posse de maconha, informou a CNN neste sábado, 31. Em entrevista à CNN, o inpetor Augustine Mutembei informou que George foi acusado de posse de Cannabis e de resistir à prisão. Ele deve ser julgado na segunda-feira, 2, informou. 

Um correspondente da CNN conversou com o meio irmão de Obama e ele afirmou que foi levado de sua casa e que não sabe quais as acusações contra ele. O presidente e seu irmão se conhecem muito pouco e segundo a emissora, ele foi um dos únicos parentes próximos de Barack que não foram à cerimônia de posse.


DISTRITO FEDERAL
Roriz gostaria de ter Maurício na corrida ao Senado
Enviado por Da Redação em 31/01/2009 10:57:44

O ex-governador Joaquim Roriz (PMDB) procura antigos aliados para refazer um círculo político forte para as próximas eleições. Um dos nomes que o grupo rorizista gostaria de ver candidato no Distrito Federal é o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Maurício Corrêa. O plano que vem sendo elaborado é o lançamento do ministro aposentado na disputa ao Senado pelo PMDB, o que congestionaria ainda mais o concorrido cenário em busca de cargos majoritários em 2010.

Roriz tem analisado nomes para se contrapor ao deputado Tadeu Filippelli, presidente regional do PMDB, que se aproximou do governador José Roberto Arruda (DEM) e praticamente conseguiu unir o partido em torno do Executivo local. Pessoas próximas do ex-governador contam que ele vai procurar Maurício Corrêa, com quem dividiu o palanque em 2006, para conversar sobre a possível candidatura. O ex-presidente do STF chegou a ser cotado como o candidato da base rorizista nas últimas eleições ao Governo do Distrito Federal.

Na última hora, no entanto, Corrêa integrou como vice a chapa encabeçada pela então governadora Maria de Lourdes Abadia (PSDB) à reeleição, que ficou em segundo lugar na corrida ao Palácio do Buriti. O ex-presidente do STF, no entanto, disse ao Correio que não tem conhecimento da estratégia pensada pelos aliados de Roriz. “Só aceitaria (ser candidato) por gravidade. Como isso não acontece em política, será muito difícil”, afirmou.

Corrêa nega que existam mágoas entre ele e Roriz, mas diz que só continua filiado ao PMDB por conta de uma boa relação com Filippelli. “Tenho me dedicado ao direito, à escrita e aos livros. Não tenho pensado em candidatura”, disse o ex-presidente do STF, que mantém um escritório de advocacia no Lago Sul. Sobre o ex-governador, ele afirma que há tempos não o encontra, tampouco conversa com Roriz, nem mesmo por telefone. “Roriz está tocando a vida dele e eu, a minha”, disse.

Roriz não gostou de Filippelli ter aberto um canal de interlocução com Arruda e indicado toda a diretoria da Novacap. O deputado federal que sempre fez política a seu lado começou a buscar um caminho próprio. Com isso, o ex-governador e seu grupo de aliados mais próximos começam a buscar estratégias para tentar isolar Filippelli e evitar a candidatura dele ao Senado ou de vice-governador. Uma das medidas pensadas é conseguir, depois da eleição das Mesas Diretoras no Congresso, uma intervenção nacional que mude o atual comando do PMDB-DF.

Mas se o presidente nacional do PMDB, Michel Temer (SP), conseguir se eleger presidente da Câmara, Filippelli sairá fortalecido no partido. Ele é vice-líder da legenda na Casa e conseguiu costurar um acordo praticamente sacramentado para se eleger presidente da poderosa Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, onde muitas matérias são aprovadas em caráter terminativo. Informações do Correio Braziliense.



OAB de Goiás reprova 81% dos candidatos
Enviado por Da Redação em 31/01/2009 08:55:41

O exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) reprovou mais de 81% dos bacharéis em Direito que fizeram a prova para poder exercer a profissão, segundo dados divulgados pela instituição na quinta-feira (29). O número representa 546 diplomados de um total de 2.889 candidatos. A reprovação massiva traz de volta a discussão acerca da qualidade do ensino nas faculdades particulares. “Lamento que isso tenha acontecido (a reprovação de 81%), mas nós vamos continuar debatendo com as instituições de ensino superior, como sempre fizemos”, afirma o presidente da OAB-GO, Miguel Cançado.

No entanto, Miguel diz que o fato não significa que a prova está acima da capacidade dos recém-formados. “O Cespe (empresa responsável pela seleção) tem um banco de dados com questões e elas são escolhidas automaticamente e o nível é o mesmo de todos os outros anos”, afirma.

O presidente do Tribunal de Justiça, José Lenar, concorda com o colega a respeito da qualidade do ensino de Direito. “Esse grande número de faculdades, sem dúvida, prejudica que a qualidade se mantenha alta”, afirma. “Mas acima de tudo, a má formação do advogado, que adquire uma informação pequena em cursos intermediários, não transfere mais os conhecimentos necessários. Na faculdade, isso não melhora e os advogados se formam sem uma base sólida.”

O novo presidente do TJ, Paulo Teles, que toma posse amanhã, também critica os atuais cursos. “O que há é um acirramento na concorrência de oferta de vagas. E os alunos acabam tendo que procurar complemento dos estudos fora”, descreve. Ele exemplifica que há alunos no segundo ou terceiro ano das faculdades que têm que colocar um cursinho na rotina para poder prestar concursos ou até mesmo somente para passar no Exame da Ordem.

“Ao se defrontarem com uma prova como a da OAB, comprova-se o resultado pífio. Existe em muitas faculdades e cursinhos a ‘arte de decorar’. Quando os formados vêm fazer concurso para juiz, num universo de 3 mil, passam apenas 10”, explica. “O conhecimento demonstrado é mínimo. Estudar é entender, concluir. Mas o processo parece que está bem aquém da expectativa.”

Paulo Teles explica que o problema não é o grande número de faculdades que têm o ensino decadente. Ele explica que a questão crucial está na falta de organização administrativa. “Existem, sim, aquelas que só se preocupam com o retorno financeiro. Assim, elas descuidam de ter professores preparados em seu quadro. E não dão nem condições materiais para que os alunos desenvolvam raciocíonio.”

Teles defende que a dificuldade da prova nada tem a ver com a possibilidade da OAB visar lucro na preparação das provas. “A Ordem tradicionalmente se preocupa com a qualidade dos profissionais que vão para o mercado. As provas expostas pela OAB não fogem aos padrões do Tribunal de Justiça ou do Ministério Público. O que se vê é a falta de preparo do aluno.”

Revolta - Em sites de relacionamento, candidatos questionam a constitucionalidade da prova, em face do alto índice de reprovação. Eles reclamam que o Direito é a única área profissional que exige prova para exercer o ofício. Cançado explica que a discussão já está superada. “Isso está na Constituição Federal.” Segundo ele, a Carta Magna fala sobre o exercício da profissão, mas relega a Lei 8406 à regulamentação. Ele diz que a discussão também já foi feita nas altas instâncias da Justiça. “Esse debate interessa apenas a quem não foi aprovado”, rebate. Informações do Diário da Manhã.



Ex-prefeito Pitta segue internado
Enviado por Da Redação em 31/01/2009 08:53:30

O ex-prefeito de São Paulo Celso Pitta (PTB), 62, continua internado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, onde se recupera de uma cirurgia para retirada de um tumor no intestino. Segundo boletim médico divulgado ontem, Pitta “evolui bem e alimenta-se normalmente”, mas não há previsão de alta. Pitta está internado desde o último dia 22. A cirurgia foi realizada no último sábado pelo cirurgião do aparelho digestivo Raul Cutait e transcorreu sem intercorrências, segundo o hospital.



Mais 1 milhão de moradias
Enviado por Da Redação em 31/01/2009 08:06:16

O governo federal pretende construir 1 milhão de moradias até 2010 para famílias com renda até cinco salários mínimos (R$ 2.075). A proposta, segundo o jornal O Dia,  faz parte do pacote de medidas que será anunciado em fevereiro para minimizar os efeitos da crise financeira mundial no País. Segundo a CBIC (Câmara Brasileira da Indústria da Construção Civil), o governo está encontrando dificuldades para criar um mecanismo que transfira automaticamente o financiamento imobiliário para as famílias interessadas na compra do imóvel. Para dar agilidade a implantação do modelo, a CBIC sugeriu que fosse feito por meio do PAR (Programa de Arrendamento Residencial), que funciona com um aluguel social (leasing) para famílias com renda de até R$ 2.200. A proposta da Câmara prevê dobrar o orçamento do PAR, que foi de R$ 1 bilhão no ano passado, para garantir as construções.

O arrendamento foi criado em 1999 pelo Governo Fernando Henrique. No modelo, a Caixa Econômica Federal, responsável pelo programa, compra as unidades construídas pelas empresas. Quando o empreendimento fica pronto, são escolhidos os arrendatários, que só começam a pagar no momento em que recebem as chaves da moradia. Outra medida para dar velocidade ao modelo é fazer com que os bancos privados também possam participar da operação. No PAR, o prazo de pagamento é de até 15 anos e o imóvel não pode ultrapassar R$ 48 mil. As prestações representam até 0,8% do valor da casa, mais o condomínio.



Apoio do PSDB a Viana abala candidatura de Sarney
Enviado por Da Redação em 30/01/2009 18:11:12

O apoio do PSDB ao PT na sucessão do Senado já produziu um forte abalo na candidatura do senador José Sarney (PMDB-AP), ainda que não seja suficiente para derrubar o favoritismo do peemedebista na votação em plenário, marcada para segunda-feira. Avesso a disputas, Sarney só aceitara o confronto com o petista Tião Viana (AC) na expectativa de ser legitimado pela eleição e de sair "consagrado" do plenário. Sem o apoio oficial do PSDB, no entanto, não haverá consagração para Sarney, ainda que lhe sobrem votos além do mínimo de 41, imprescindíveis para levar qualquer candidato à vitória.
 

O líder do PSDB no Senado, Arthur Virgílio (AM), explicou que o PSDB tomou esta decisão "às pressas", para que o candidato petista tivesse mais tempo para trabalhar o fato novo e virar o jogo eleitoral a seu favor. A despeito da larga margem de vantagem do candidato do PMDB, alardeada por todos até a noite de ontem, quando houve a reviravolta no PSDB, o líder tucano afirma que seu partido "entrou para valer" na campanha de Viana e mais: "Já equilibrou a disputa".

"Queremos ganhar esta eleição e estamos trabalhando duro para isto", disse Virgílio. O PSDB aposta que conseguirá inverter o movimento dos indecisos que aderiram a Sarney na última semana, certos de que a candidatura de Tião perdera competitividade. "Aqueles que foram para lá (Sarney) no efeito manada, agora voltam para cá (Tião). O Tião Viana está no jogo", avalia.

A contabilidade do PT do Senado hoje apontava algo em torno de 37 ou 38 votos, logo de manhã. Nas contas de Viana, que entrou madrugada adentro avisando os companheiros do Senado da novidade, bastariam três novas adesões para virar o jogo. No fim do dia, o petista já falava em 42 votos. A dificuldade é que há dissidências em todos os partidos, tanto para um lado quanto para o outro.

Até mesmo o PSDB, que anunciou o voto em bloco de seus 13 senadores, a exemplo do que ocorreu na votação da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), não fechará inteiramente com Viana. Diferentemente da CPMF, que foi derrubada com o apoio maciço dos tucanos, o painel de votação não exibirá publicamente a posição de cada um, já que o voto para presidente do Senado é secreto.

Contas

O grupo de Sarney afirma, contudo, que tem vitória garantida com, pelo menos, 55 dos 81 votos. Os peemedebistas acreditam que o PSDB apostou mais na confusão do que na definição do jogo sucessório, quando aderiu ao PT. O PMDB admite que o fato novo altera as contas, mas mantém a previsão de vitória com folga de votos. A aposta do grupo é que o PSDB vai rachar e dar a Sarney pelo menos sete votos. A conta do PT é outra. Os apoiadores de Tião Viana acreditam que a dissidência tucana não passará de quatro votos.

No caso do PMDB, os partidários de Sarney contabilizam apenas uma defecção - Jarbas Vasconcelos (PE) - na bancada de 20 senadores. Mas o PT aposta que, com o apoio dos tucanos, tomará de volta votos perdidos. Um dirigente do PMDB avalia que o senador Gerson Camata (PMDB-ES), por exemplo, é um dos que podem fazer o caminho de volta.

Segundo o parlamentar, Sarney teve muito trabalho para obter o apoio do capixaba, que, apesar do carinho e da atenção dispensados pelo candidato peemedebista, mostrava-se desconfortável com a opção. O raciocínio neste caso é de que todos os que aderiram "contrariados" a Sarney, porque a candidatura de Viana parecia inviável, agora podem repensar o voto. Informações do Estadão.



Ministro confirma aumento de 12% no salário mínimo
Enviado por Da Redação em 30/01/2009 17:22:41

Carlos Lupi, o ministro do Trabalho e Emprego, anunciou nesta sexta-feira que o salário mínimo terá aumento de 12% a partir do dia 1º de fevereiro. Com o reajuste, brasileiro que recebe o mínimo, ganhará R$ 465 e não mais R$ 415. Com os descontos inflacionários do período, o aumento real cai para 6,39%, segundo Lupi. O ministro informou também que o aumento real desde que o presidente Luíz Inácio Lula da Silva assumiu no Planalto, em 2003, foi de 46,05%. Cerca de 42, 1 milhões de brasileiros têm como renda mensal o salário mínimo e serão beneficiados com a novidade. Desses 25 milhões são trabalhadores na ativa e 17,8 milhões estão aposentados ou são pensionistas.

O acréscimo diário será de R$ 15, 50 no bolso do trabalhador. Por hora, o ganho será de R$ 2,11. "Serão R$ 50 a mais para milhares de pessoas. Teremos mais consumo, mais venda e mais produção. Isso significa uma forte fonte de aquecimento da nossa economia. Teremos mais pessoas comprando", afirmou Lupi. Ele estima que serão injetados na economia mais de R$ 21 bilhões a partir do reajuste. "Isso é um forte elemento de aquecimento da economia brasileira... É mais gente com dinheiro no bolso e isso representa mais consumo, mais venda, mais produção e mais emprego", afirmou.

Lupi defende que o Congresso Nacional aprove o projeto de lei que prevê que o aumento do mínimo passe a variar de acordo com o crescimento do produto interno bruto (PIB) do Brasil. O seguro-desemprego terá o valor médio em 2009 de R$ 564,40, enquanto o abono salarial, benéficio do PIS/ Pasep, passará a ser de R$ 632,40.



DEM oficializa apoio à candidatura de Sarney
Enviado por Da Redação em 30/01/2009 00:13:10

Em reunião realizada nesta tarde, a bancada do DEM no Senado decidiu, por unanimidade, fechar apoio oficial à candidatura de José Sarney (PMDB-AP) à presidência da Casa. O líder do partido, José Agripino Maia, negou que o nome de Sarney tenha ligação direta ao Palácio do Planalto e, conseqüentemente, ao PT.

"O Sarney não é petista e não tem alinhamento automático com o Executivo", disse. Ao contrário do PSDB, que apresentou uma lista de exigências como condição de apoio, Agripino disse que o partido quer apenas que o futuro presidente do Senado lute pela autonomia do Congresso, como, por exemplo, combatendo o excesso de medidas provisórias. "A única coisa que pedimos é que o Sarney evite o excesso de MPs." As informações são do Terra


DISTRITO FEDERAL
Setor Noroeste impulsiona a maior licitação da história da Terracap
Enviado por Da Redação em 30/01/2009 00:02:16

“A primeira licitação do Noroeste foi sucesso de público e de renda.” Assim o presidente da Companhia Imobiliária de Brasília (Terracap), Antônio Gomes, comemorou o resultado da primeira licitação realizada pela empresa este ano. Nesta quinta-feira (29) entra para a história da estatal, ao registrar o melhor balanço de todos os 35 anos da Empresa. Com as vendas, a Terracap faturou R$ 546 milhões, valor que supera todos seus recordes de arrecadação. Como era esperado, as vendas foram impulsionadas pelos terrenos do Setor Habitacional Noroeste. Foram vendidos 98 lotes, sendo 54 no Noroeste, com arrecadação de R$537 milhões. Samambaia foi outro destaque e confirmou a procura por lotes ao vender onze terrenos.

A Terracap vendeu 43 lotes residenciais e 11 lotes comerciais no primeiro bairro ecológico do Brasil. Mais de 500 pessoas lotaram o auditório da Terracap, onde a licitação foi realizada. Foram apresentadas 285 propostas para os 98 lotes vendidos na licitação. A grande procura pelos lotes do Noroeste fez o preço mínimo subir e os comerciais  foram os mais disputados. Foram vendidos com média 64% acima do preço inicial  a  R$ 3 milhões.

A licitação foi interrompida às 10 horas por causa de uma liminar obtida pelo Ministério Público do DF. Mas às 11h05 a liminar que suspendia a licitação do Noroeste foi derrubada e a Comissão Permanente de Licitação iniciou os trabalhos com a leitura das propostas. O processo foi suspenso após o depósito dos envelopes por conta de uma liminar do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT). O promotor de Defesa do Patrimônio Público responsável pela ação, Fabiano Mendes, entrou com uma ação civil pública pedindo a suspensão da venda dos lotes no Noroeste, argumentando quebra de concorrência, por julgar os prazos para parcelamento muito curtos. O presidente da Terracap, Antônio Gomes, entrou com uma ação para derrubar a liminar. O desembargador e presidente do TJDF, Níveo Geraldo Gonçalves, julgou os argumentos e cassou a liminar e autorizou o prosseguimento da licitação.

Todo o DF será beneficiado com o Noroeste, segundo o diretor técnico e de fiscalização da Terracap, Luís Antônio Reis, que lembrou que 10% do valor arrecadado nesta licitação serão investidos em infra-estrutura do próprio Setor  Noroeste; 5% será usado para urbanizar o Parque Burle Marx; e outros 85% serão destinados às áreas em desenvolvimento do Distrito Federal, como a Estrutural, Sol Nascente, Pôr do Sol e Itapuã. Para Antônio Gomes, hoje a Terracap venceu a última batalha relacionada ao Noroeste, e o sonho do bairro verde se tornou realidade com a venda dos terrenos.


DISTRITO FEDERAL
Leite direto do produtor local
Enviado por Da Redação em 28/01/2009 19:24:39

O leite fornecido ao Programa Vida Melhor, da secretaria de Desenvolvimento Social e Trabalho, começará a ser adquirido pelo GDF diretamente dos produtores do Distrito Federal e da Região Integrada de Desenvolvimento do Entorno (Ride). Por meio de contrato assinado na manhã desta terça-feira (28) com quatro miniusinas de processamento, o governador José Roberto Arruda acertou a aquisição de 30 mil litros de leite por dia, durante seis meses. O investimento é de R$ 1,8 milhão. Com isso, cada unidade fornecerá 7.500 litros diariamente. O acordo é regulamentado pelo Programa de Fortalecimento e Consolidação da Bacia Leiteira do DF e da Região Integrada de Desenvolvimento do Entorno (Lei nº 2.499, de 7 de dezembro de 1999).

"Hoje, nós temos uma demanda de 55 mil litros de leite por dia. A minha meta é ampliar para 100 mil litros comprando de todos os produtores do DF e Entorno. Espero que até o mês de março, quando vencerem os contratos anteriores, todo o leite seja adquirido dos produtores", projeta o governador.

Atualmente, oito miniusinas do DF e da Ride possuem certificados de qualificação e capacidade técnica emitidos pelo Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Vegetal e Animal da Secretaria de Agricultura. Quatro deles assinaram contrato nesta terça-feira e a expectativa do governo é contratar o restante até o mês de março.

Exclusividade

Segundo o secretário de Agricultura Wilmar Luís da Silva, de acordo com a lei, o GDF só pode comprar diretamente das miniusinas. Estas, por sua vez, são obrigadas a adquirir leite dos produtores cadastrados pela secretaria. O GDF comprará o litro a R$ 1,37 e repassará 50% do valor aos produtores – aproximadamente 200 são cadastrados pela secretaria de Agricultura.

"O leite não pode ser comprado em natura, nós compramos das miniusinas, que são obrigadas a comprar dos produtores do DF, dando prioridade aos menores. Todos os produtores certificados pela Emater podem fornecer para qualquer uma dessas oito unidades. O produtor fecha o contrato com a miniusina e esta passa a fornecer ao GDF", detalha o secretário. 

Para Wilmar Luiz, outro benefício da compra direta é evitar o êxodo rural. "Eu não tenho dúvida de que, dentro do agronegócio, o leite tem o maior cunho social na produção porque ele gera emprego, renda e fixa o homem no campo", argumenta.

Na avaliação da secretária de Desenvolvimento Social e Trabalho, Eliana Pedrosa, a nova medida mostra também que o governo está atento ao desenvolvimento de todas as classes de trabalhadores. "A área rural está em festa, não apenas pela compra de leite direto dos produtores, mas também pela demonstração de que não há classes de privilegiados", reforçou Eliana.  

O presidente da Pró-Leite, José Geraldo Maia, comemorou o incentivo à produção local. "Temos certeza de que essa lei será a salvação dos produtores do Distrito Federal e da Ride", disse Maia.



PSDB indefinido entre José Sarney e Tião Viana
Enviado por Da Redação em 28/01/2009 03:28:34

Com reunião de bancada marcada para hoje, as 11 horas, o PSDB ainda é uma incógnita quando o assunto é a sucessão na presidência do Senado. O próprio presidente do partido, Sérgio Guerra (PE), admitiu ontem (27) que a escolha entre José Sarney (PMDB-AP) e Tião Viana (PT-AC) pode não acontecer hoje (28). Guerra afirmou que não há uma definição do partido sobre quem apoiará. O parlamentar disseque essa decisão pode sair amanhã ou depois, uma vez que a eleição só acontecerá na segunda-feira (2)

Sérgio Guerra acrescentou que, ainda hoje de manhã, as lideranças do PSDB conversarão com os dois candidatos para saber de suas propostas, entre elas, o fortalecimento da imagem do Senado e a garantia dos direitos da minoria.

A disputa, no entanto, passa pela composição dos cargos da Mesa Diretora e das presidências das comissões permanentes. Tião Viana já prometeu ao PSDB as presidências das comissões de Assuntos Econômicos e a de Relações Exteriores e Defesa Nacional

A eleição para a presidência do Senado está marcada para as 10 horas de segunda-feira, enquanto as eleições dos presidentes e vices-presidentes das comissões acontecerão s 16 horas. É justamente neste intervalo de tempo que os compromissos assumidos na campanha serão concretizados, respeitando-se as indicações, de acordo com a proporção de cada bancada, como prevê o regimento interno.

O PSDB quer, também, a primeira vice-presidência do Senado. Essa indicação será disputada na reunião da bancada de amanhã entre Álvaro Dias (PR) e Marconi Perillo (GO).

Para um dos líderes do bloco de seis partidos que garantem, teoricamente, 26 votos a Tião Viana, só no domingo (1º) é que se terá clara a situação dos dois candidatos. O próprio bloco deve reunir-se no domingo para uma avaliação da candidatura do petista. Até lá, o que deve acontecer é um enfraquecimento de Viana ou o equilíbrio de forças.


DISTRITO FEDERAL
Defensoria comemora aumento no atendimento
Enviado por Da Redação em 28/01/2009 03:19:49

A Defensoria Pública do Distrito Federal comemora o número de atendimentos feitos em 2008, apurados em balanço divulgado pelo órgão. Os 162 defensores atenderam mais de 367 mil pessoas, entre as quais10 mil eram idosas. Segundo a Defensoria, houve aumento no número de pessoas atendidas desde 2005. Para o Defensor Público Geral do Distrito Federal, Geraldo Martins Ferreira, o crescimento se deve à instalação de Núcleos de Assistência Jurídica nas cidadas de Itapoã, São Sebastião, e também um núcleo de assistência ao consumidor e outro nos Juizados Especiais Cíveis. Houve ainda a realização de mutirões que levaram o serviço a comunidades carentes nos finais de semana. Os 22 mutirões foram responsáveis por 2,5 mil atendimentos.

A cidade de Ceilândia foi a campeã em serviços, com 59 mil pessoas beneficiadas em 29 mil processos e nove mil audiências. Durante o ano, cinco mil novas ações foram ajuizadas. Os munícipes de Águas Lindas de Goiás e Santo Antônio do Descoberto também foram atendidos em Ceilândia.



Carta da aposentadoria
Enviado por Da Redação em 28/01/2009 03:11:11

No dia em que o INSS começou a conceder em meia hora aposentadorias por tempo de contribuição e salário-maternidade, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou outra novidade. A partir de junho, os contribuintes da Previdência Social que alcançarem a idade ou o tempo de contribuição necessários para se aposentar receberão em casa um comunicado do INSS.

Segundo Lula, a agilidade na prestação de serviços só foi possível com os investimentos do governo nos últimos anos. “Se preparem porque, a partir de junho, vocês vão receber em casa, quem atingir o direito de se aposentar, comunicado da Previdência dizendo que o cidadão já atingiu a idade, o tempo de contribuição, que o salário será de tanto e, portanto, ele tem a opção de querer ou não se aposentar”, disse, sob aplausos da platéia, formada por funcionários e beneficiários da Previdência, na agência da Vila Mariana, Zona Sul de São Paulo: “Esse já é um comprometimento meu, um comprometimento público que estou fazendo aqui”.

Lula, que visitou a agência como parte das comemoração dos 86 anos da Previdência (24 de janeiro), garantiu que em junho a aposentadoria rural também será concedida em 30 minutos. Durante a cerimônia, da qual participou a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, ele concedeu aposentadoria por idade a Armênio dos Santos, e salário-maternidade a Adriana Queiroz da Silva. Informações de O Dia.



< Anterior | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | Próximo >
150 registros

Edição:


Sem frase

Sem enquetes no momento.

Sem broncas

Enviar bronca
MP3 Player


Iniciar sessao