Carregando...
 
 
Brasília-DF, 01 de Fevereiro de 2012. Ano 8
Hoje
FEVEREIRO/2012
D S T Q Q S S
1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29
Total de 33219 notícias
POLÍTICA
STF nega pedido do PSD para ter mais espaço nas comissões da Câmara
Da redação em 29/02/2012 17:16:58

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Carlos Ayres Brito negou nesta quarta-feira, 29, a liminar do PSD, partido do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, que contestava a decisão do presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), que negou direito ao novo partido de participar da distribuição das vagas de titulares e suplentes nas comissões da Casa. De acordo com o ministro do STF, o PSD não pode pretender ter o mesmo tratamento que os partidos que já passaram pelo "teste das urnas".

Ora, o partido autor da presente ação de segurança não participou de nenhuma eleição popular. Não contribuiu para a eleição de nenhum candidato. Não constou do esquadro ideológico ou de filosofia política de nenhuma eleição em concreto. Não submeteu a nenhum corpo de eleitores o seu estatuto ou programa partidário. Ainda não passou pelo teste das urnas, enfim, porque não ungido na pia batismal do voto. Não vejo, portanto, como reconhecer a sua equiparação em tudo e por tudo, com partidos e coligações já dotados de representantes por eles mesmos (partidos e coligações) submetidos, com êxito, ao corpo eleitoral do País", ponderou o relator.

Na ação de 27 páginas, os advogados do partido argumentaram que têm direito a pleitear as vagas nas comissões por terem 55 deputados federais. Eles questionam a decisão de Marco Maia de antes do carnaval de ter "desprezado" o tamanho da bancada do PSD para efeito de distribuição das cadeiras nos colegiados.

Na decisão contestada pelo PSD, Marco Maia entendeu que somente os partidos existentes no início da legislatura têm direito a representação na Câmara dos Deputados. Portanto, o PSD, criado em setembro do ano passado, está fora do rateio.Informações da Agência Estado.


GOIÁS
Carlinhos Cachoeira comandava esquema de jogos de azar, diz PF
Da redação em 29/02/2012 16:50:51

A Polícia Federal começou a cumprir, nesta quarta-feira (29), 82 mandados judiciais, dos quais 35 são de prisões preventivas e temporárias, dentro da Operação Monte Carlo, com o objetivo de desarticular uma quadrilha de exploração de jogos com máquinas caça-níqueis.
 
Entre os presos, está o suposto chefe do esquema, Carlinhos Cachoeira (foto), suspeito de pagar propina a Waldomiro Diniz, então assessor da Casa Civil no começo do governo Luiz Inácio Lula da Silva, escândalo revelado em 2004. Ele foi preso na madrugada desta quarta na casa onde mora em Goiânia.
 
O advogado de Cachoeira, Ricardo Sayeg, informou ao G1 por telefone que estava a caminho de Brasília e que só irá se pronunciar depois que obtiver informações sobre a investigação. Em janeiro do ano passado, a Justiça Federal aceitou denúncia do Ministério Público Federal no DF contra Waldomiro Diniz e outras sete pessoas, entre as quais Cachoeira, acusadas de tráfico de influência e corrupção durante negociações para renovação do contrato entre a Caixa Econômica Federal (CEF) e a empresa multinacional de processamento de loterias GTech, em 2003.
 
Os mandados de prisão nesta quarta foram expedidos para serem cumpridos em cinco estados: Distrito Federal, Goiás, Espírito Santo, Tocantins e Rio de Janeiro. Do total, 37 são relativos a busca e apreensões e outras dez são referentes a condução coercitiva (detidos para esclarecimentos).

Segundo a Polícia Federal, o esquema de casas de jogos com máquinas caça-níqueis funcionava havia 17 anos, sob o comando de Cachoeira. De acordo com a superintendência da PF no Distrito Federal, o grupo que explorava jogos ilegais tinha cerca de 80 pessoas, das quais 40 agentes públicos (policiais civis, militares e servidores da Justiça) e 40 civis. Segundo a PF, não havia elementos para se pedir a prisão preventiva de todos, mas somente de 35.
 
Durante a operação, foram apreendidas 200 máquinas caça-níqueis, além de documentos e computadores. A quantidade de dinheiro apreendido não foi informada.
 
A PF informou que a investigação foi iniciada há 15 meses. Nesse período foi constatada a existência de uma espécie de “franquia” do crime, por meio da qual seriam dadas autorizações para a exploração dos pontos de jogos a donos de galpões clandestinos, localizados em cidades goianas.
 
De acordo com a PF, o esquema opera quatro casas de jogos em Valparaíso (GO) e duas em Goiânia. Em uma delas, informou a polícia, o faturamento líquido foi de R$ 3 milhões nos últimos seis meses.
 
O Ministério Público Federal de Goiás afirmou que os policiais ligados à quadrilha recebiam propina para fechar casas de jogos rivais a fim de evitar a concorrência no território dominado pelo suposto esquema. O trabalho incluía ainda, segundo o MPF,  “suporte” para garantir o funcionamento das casas de jogos e evitar fiscalizações.

“A sua existência [da quadrilha] por mais de uma década foi suficiente para montar e organizar uma estrutura estável e entranhada no seio do Estado, com, inclusive, a distribuição centralizada de meios de comunicação para o desenvolvimento das atividades, com o objetivo de inviabilizar a interferência das agências sérias de persecução”, afirmaram por meio de nota os procuradores responsáveis pelo caso.
 
Além de delegados da Polícia Federal, são suspeitos de integrar a rede criminosa membros da Polícia Civil de Goiás e Brasília, Polícia Rodoviária, Polícia Militar de Brasília e servidores da Justiça de Goiás. De acordo com o MPF, a propina era paga aos servidores de acordo com a função. Um soldado da PM, por exemplo, recebia cerca de R$ 200 para fazer a segurança das casas de jogos. Já delegados da PF receberiam R$ 4 mil por mês.
 
“O recrutamento do braço armado do Estado pelo crime tornou, em outras palavras, o Estado e a própria sociedade mais vulneráveis", avaliaram os procuradores.
 
Perguntado sobre o eventual envolvimento de autoridades, o procurador Daniel de Resende afirmou que dependederá da investigação. "Há uma possibilidade de contatos com autoridades políticas”, disse.
 
A Polícia Federal informou que houve várias tentativas de investigação ao longo dos últimos 17 anos que não tinham desfecho por causa do envolvimento de policiais, que vazariam informações aos criminosos a tempo de eles se protegerem.
 
Os presos e indiciados responderão, na medida de suas participações, pelos crimes de corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro, falsidade ideológica, evasão de divisas e violação de sigilo profissional, além da contravenção penal de exploração de jogo de azar. Informações do G1.


DISTRITO FEDERAL
GDF disponibiliza comprovantes de rendimentos
Da redação em 29/02/2012 16:40:01

A Secretaria de Administração Pública do Distrito Federal informa que os comprovantes de rendimentos dos servidores ativos e pensionistas do GDF já foram publicados no Portal SIGRH NET http://www.gdfnet.df.gov.br/recad/sglogin.aspx). Esse comprovante é disponibilizado para quem tem o pagamento processado pelo Sistema Único de Gestão de Recursos Humanos, ou seja, servidores da administração direta e aquelas empresas públicas com o sistema de gestão de pessoas ligado ao SIGRH.

APOSENTADOS E PENSIONISTAS: Além de poder acessar de forma digital, o GDF encaminhará às suas residências, por meio dos Correios, a versão impressa do comprovante de rendimento.
 


DISTRITO FEDERAL
Projeto de Wasny aumenta recursos para a educação
Da redação em 29/02/2012 16:35:56

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara Legislativa aprovou, nessa terça-feira (28), na primeira reunião ordinária do ano, a Proposta de Emenda à Lei Orgânica nº 33/2011, de iniciativa do deputado Wasny de Roure (PT), que destina 25% dos impostos arrecadados e transferências para a educação básica e 3%, pelo menos, para o ensino superior público. A novidade é a inclusão dos ensinos médio e superior, que não são contemplados pela Constituição Federal.

Para Wasny, a crescente pressão pela oferta de educação superior gratuita, uma vez que, a cada ano, mais estudantes das classes populares concluem o ensino médio e a perspectiva da ampliação da obrigatoriedade – até agora limitada ao ensino fundamental –, que se estenderá a todas as crianças e adolescentes em idade de educação básica, são circunstâncias que exigem mais recursos para a educação pública.

O deputado explica que, em 2012, a emenda – caso aprovada - proporcionará um aporte de R$ 100 milhões para a educação superior pública, uma vez que o percentual de 3% será implantado gradativamente, à razão de 1% da receita de impostos a cada ano.

“No final dos três anos, os recursos seriam suficientes para manter entre 20 e 30 mil estudantes em cursos de graduação”, argumenta Wasny, acrescentando: “Ao mesmo tempo garantiríamos recursos plenos dos 25% para as novas demandas da educação básica, da creche ao ensino médio, implantando de maneira crescente a jornada integral”. O projeto ainda precisa ser aprovado pela Comissão de Economia Orçamento e Finanças (CEOF) para ir a plenário.


DISTRITO FEDERAL
Quebra de sigilo
Enviado por Carlos Honorato em 29/02/2012 16:33:50

A quebra do sigilo de um parlamentar promete trazer grandes dores de cabeça para o GDF nos próximos dias. A conferir.


GOIÁS
TJ-GO decide por suspensão da greve dos professores
Da redação em 29/02/2012 09:27:59

O Tribunal de Justiça do Estado de Goiás determinou nesta terça-feira (28/2) a suspensão do movimento grevista dos professores da rede estadual, encabeçado pelo Sindicato dos Trabalhadores da Educação do Estado de Goiás (Sintego). A decisão foi unânime na 2ª Câmara Cível do TJ, no mesmo sentido da decisão, em caráter liminar, proferida no início do mês pelo juiz substituto em 2º grau Fábio Cristóvão. No entanto, a Câmara suspendeu a multa diária de R$ 30 mil, aplicada por Cristóvão,  caso a suspensão da greve não fosse cumprida.
 
Conforme informações da assessoria do TJ, o relator do recurso movido pelo Sintego, o desembargador Amaral Wilson entendeu que, no caso em questão,  há confronto entre direitos constitucionalmente assegurados - direito à greve e direito à educação - e prestigiou o direito social à educação, “que, na hipótese tratada, tem como destinatário a camada mais carente da sociedade que usufrui da prestação educacional pública”.
 
No agravo, o Sintego explica que, ao contrário do que ponderou o juiz em sua decisão, a motivação da greve da categoria não diz respeito a aumento para a categoria ou piso salarial, mas à “supressão da gratificação de titularidade do Estatuto do Magistério, com o objetivo único de complementação para pagamento do piso salarial”. Amaral Wilson explicou que a prova a análise desta informação, no entanto, deverá ser discutida no julgamento do mérito.
 
O desembargador ainda citou entendimento idêntico do TJGO, em situação envolvendo o próprio Sintego, em dezembro de 2010. Ele também salientou o fato de que em momento algum a greve foi considerada ilegal, já que é um direito constitucional assegurado, o que reforça a não necessidade de aplicação de multa de R$ 30 mil anteriormente estipulada. Os professores estão em greve desde o dia 6 de janeiro, poucos dias depois de a rede estadual de ensino começar as aulas neste ano. Informações do site A Redação (GO)
 


GOIÁS
PF deflagra operação para prender 35 pessoas por corrupção
Da redação em 29/02/2012 08:27:38

A Polícia Federal, em conjunto com o Ministério Público Federal em Goiás e com apoio do Escritório de Inteligência da Receita Federal, deflagrou na manhã de hoje, 29, a Operação Monte Carlo, que tem por objetivo desarticular organização que explorava máquinas de caça-níqueis no Estado de Goiás. Inúmeros servidores públicos estão envolvidos no esquema criminoso.
 
A operação consiste no cumprimento de 82 mandados judiciais, sendo 37 mandados de busca e apreensão, além de 35 mandados de prisão e 10 ordens de condução coercitiva nas em cinco estados.A investigação, iniciada há quinze meses, verificou uma forma de “franquia” do crime. O chefe da quadrilha concedia a “licença” de exploração dos pontos a donos de galpões clandestinos, localizados nas cidades goianas.

Na divisão de tarefas, cabia a policiais civis e militares o fechamento de locais que não contassem com a autorização do chefe da quadrilha. Entre os servidores públicos envolvidos, constam também dois policiais federais, 1 policial rodoviário federal e 1 servidor da Justiça Estadual goiana. Todos recebiam propina mensal ou semanal para trabalhar a prol da organização.

Os presos e indiciados responderão, na medida de suas participações, pelos crimes de corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro, falsidade ideológica, evasão de divisas e violação de sigilo profissional, além da contravenção penal de exploração de jogo de azar.O nome da operação faz menção a um dos 11 bairros do Principado de Mônaco, onde são encontrados diversos cassinos. (Agência de Notícias da PF)


POLÍTICA
Campos pressiona PSB paulista por Haddad
Da redação em 29/02/2012 08:24:34

Depois de a presidente Dilma Rousseff definir a eleição de São Paulo como "uma questão municipal", sem comentar a entrada do tucano José Serra na disputa, o presidente nacional do PSB, governador Eduardo Campos, desembarca em São Paulo na segunda-feira empenhado em levar o seu partido a apoiar o candidato petista Fernando Haddad.

Campos fará palestra, na Associação Comercial de São Paulo, sobre o modelo de gestão de seu governo - e, na agenda política, ouvirá os diretórios municipal e estadual do PSB sobre a situação local - o partido integra o governo tucano de Geraldo Alckmin. Tentará convencer as lideranças de que o melhor caminho é uma aliança com o PT.

Ele avisa, no entanto, que não pretende usar uma prerrogativa do partido - cujo estatuto dá à direção nacional o poder de decidir alianças em municípios com mais de 200 mil eleitores - para interferir em São Paulo. "Não é tradição do PSB fazer nenhuma intervenção, nunca houve isso na nossa história", afirmou ele ao Estado, ao lembrar que uma eventual divergência do PSB paulista com o nacional não vai interferir na unidade da legenda.

"Acredito que a direção municipal e a direção estadual do PSB de São Paulo vão conduzir esse processo com tranquilidade", observou. "Sair das minhas funções de presidente nacional do partido para discutir cada eleição de capital e de municípios com mais de 200 mil eleitores não seria uma tarefa possível."

Jantar. Na noite de anteontem, o governador recebeu a presidente Dilma Rousseff para jantar em sua casa, no bairro de Dois Irmãos, no Recife. No encontro, ele conseguiu ampliar os recursos federais para um projeto de navegabilidade do Rio Capibaribe, que corta a capital. Segundo sua assessoria, "99%" do que se tratou no jantar teria sido referente a questões administrativas. "Ainda não é hora, vamos deixar mais para a frente", teria dito a presidente sobre assuntos político-eleitorais.

Ontem, em evento que marcou a entrega de 480 unidades habitacionais a famílias removidas de palafitas no bairro de Brasília Teimosa, a presidente fez política. Elogiou o governo Campos, criticou a política do "se vire" que, segundo ela, presidentes anteriores a Lula usaram com o povo menos favorecido e interagiu diretamente com a multidão que a aclamava. Informações do Estadão.


POLÍTICA
Serra ainda acalenta sonho da Presidência
Da redação em 29/02/2012 08:05:00

Julia Duailibi e Christiane Samarco, de O Estado de S.Paulo

Depois de decidir entrar na corrida pela Prefeitura de São Paulo, o ex-governador José Serra (PSDB) afirmou a aliados que ainda não enterrou o sonho de ser candidato a presidente da República. Disse, no entanto, que se vencer a disputa de outubro pretende cumprir os quatro anos do mandato de prefeito.

Para os aliados, a declaração é uma sinalização de que Serra não está fora da disputa nacional. Na segunda-feira, 27, em entrevista ao Estado, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso declarou que a disposição de Serra a se candidatar a prefeito o revitalizava e que não o tirava da corrida presidencial, ao lado do senador mineiro Aécio Neves (PSDB).

Serra disse aos interlocutores que o eleitorado paulistano não perdoaria uma segunda renúncia do cargo de prefeito. Em 2006, o ex-governador deixou a Prefeitura para disputar o governo do Estado. Em 2010, também abandonou o Palácio dos Bandeirantes nove meses antes do término do mandato para disputar a eleição presidencial.

Os aliados dizem agora que, diante das declarações de que não renunciará, caso vença, o sonho de ser candidato a presidente deve ser postergado para 2018. "Em 2014, só em caso de uma catástrofe econômica e política, num cenário pouco provável hoje", afirmou um aliado. Em 2018, o governador Geraldo Alckmin também é um dos cotados para disputar a Presidência.

Cúpula. "A gente mal havia tirado um peso dos ombros, e vem FHC e coloca esse peso sobre a gente outra vez", lamentou o deputado Alfredo Kaefer (PSDB-PR), trazendo a público a queixa que a cúpula tucana só ousou fazer nos bastidores. Preocupado com o impacto das declarações de FHC sobre o eleitorado paulistano, que não quer um candidato que faça da Prefeitura trampolim para projetos políticos futuros, o presidente nacional do PSDB, deputado Sérgio Guerra (PE), procurou corrigir as palavras de FHC. "O que o presidente Fernando Henrique quis foi valorizar o perfil de prefeito que São Paulo terá. Ele com certeza não disse que Serra imagina, supõe ou prevê que não vá cumprir todos os dias de seu mandato."

A despeito do desconforto de seu grupo, que tanto festejara a declaração anterior em que FHC tratara o mineiro como o "candidato óbvio" do PSDB, Aécio não passou recibo. "Nenhum de nós, homens públicos, é dono do seu destino, por mais sinceras que sejam suas convicções", disse o senador, para quem não há "essa vinculação direta" entre 2012 e 2014. "Falta muito tempo e outros fatores irão influir", disse.


ECONOMIA
Governo estuda mudar a poupança
Da redação em 29/02/2012 07:58:40

Pablo Vallejos, O Dia

 O Governo voltou a estudar a possibilidade de adotar novo modelo de remuneração de poupança — que está com atual correção pouco superior a 6% ao ano. A proposta ainda não oficial é atrelar a rentabilidade da caderneta à uma taxa variável, de modo a evitar fuga de aplicações dos fundos de investimento, já que alguns deles estão perto de ter rendabilidade abaixo dos 6% graças as taxas de administração e à queda dos juros básicos (Selic).

 O estudo, garantem fontes de governo, não vai mexer com a vida dos atuais poupadores. Para eles, a rentabilidade vai ser mantida nos 6% ao ano mais Taxa Referencial.

 A mudança no modelo de remuneração vai atingir quem for para caderneta a partir de então. Para eles, a rentabilidade da poupança deve ficar menos atraente do que a oferecida pelos fundos.

 Segundo a Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip), o saldo de poupança cresceu nos últimos anos. Em 2005, ficou em R$ 168 milhões e chegou a fechar 2011 em R$ 420 milhões. Até junho daquele ano, nos dados da Abecip, eram 103,5 milhões de poupadores.

DE LUPA

 SEGURANÇA — Atuais poupadores podem dormir tranquilos que todas as fontes garantem que o governo só cogita mudar a rentabilidade de quem vier a investir na caderneta;

 INSEGURANÇA — Ponto negativo do estudo é todo o mistério em torno dele. Governo não confirma a mudança e, com isso, não dá detalhes de como deve ficar a rentabilidade da caderneta.


DISTRITO FEDERAL
Agnelo agora é PNB
Da redação em 29/02/2012 07:29:10

O colunista Cláudo Humberto informa que o governador do DF, Agnelo Queiroz, que era independente, aderiu à facção majoritária “Por um Novo Brasil” (PNB), liderada por Lula e José Dirceu no PT. Com isso, ele ganha musculatura política e o reino dos céus no governo Dilma. Mas a turma vai exigir espaço em seu governo.


DISTRITO FEDERAL
Último dia para destinar os créditos acumulados no Nota Legal
Enviado por Carlos Honorato em 29/02/2012 07:15:53

Termina às 23h59 de hoje o período para garantir descontos nos impostos de 2012 por meio dos créditos do Nota Legal. Está descartada nova prorrogação do prazo. Quem deixou a indicação para a última hora deve encontrar o sistema mais lento. A Secretaria de Fazenda reconhece que o aumento natural da demanda deve dificultar o acesso ao site ao longo do dia. A esperada lentidão, no entanto, não impedirá a conclusão do processo, segundo o órgão responsável pelo programa.

Os créditos têm validade de dois anos, a contar da data em que são processados no sistema da secretaria. Os participantes podem optar por usar os valores acumulados para abatimento no Imposto sobre a Propriedade Territorial Urbana (IPTU), no Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) ou em ambos. A transferência é feita somente pela internet, após cadastro e obtenção de uma senha de acesso.Informações do Correio Braziliense.


DISTRITO FEDERAL
Decreto vai impor regras da Ficha Limpa a ocupantes de cargos comissionados
Da redação em 29/02/2012 07:13:16

Confirmada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no último dia 16, a Lei da Ficha Limpa deve espantar das urnas uma turma de políticos cujos antecedentes os tornam indesejáveis nos cargos eletivos. Um divisor de águas para a administração pública. Outra medida que, se usada com rigor e sem distinções, pode ajudar a filtrar os bem-intencionados dos aproveitadores deve ser regulamentada por meio de decreto do governador do Distrito Federal nos próximos dias. Trata-se da Emenda nº 60 à Lei Orgânica, que estabelece a obrigação de ficha limpa também para os funcionários que ocupam cargos em comissão no GDF.

A partir do momento em que estiver em vigor, o decreto vai exigir que pretendentes a ocupar funções em confiança — aqueles cargos de livre provimento dos políticos — apresentem nada consta em diversas instâncias da Justiça. Entre os documentos que os funcionários de qualquer escalão terão de entregar no ato da contratação estão certidões negativas nas justiças Federal, Eleitoral, Militar e do Tribunal de Contas.Informações do Correio Braziliense.


TECNOLOGIA
Internet sem enganação
Da redação em 29/02/2012 02:20:59

A partir desta quarta-feira, as empresas de banda larga fixa terão que dispor em suas páginas na internet um software para que os usuários possam medir a velocidade da internet. Elas também terão que publicar uma cartilha ensinando o consumidor a utilizar o programa. E, a partir de outubro, as empresas de banda larga móvel também terão que disponibilizar um software do mesmo tipo para o consumidor acompanhar a velocidade da internet.
 
O superintendente de Serviços Privados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Bruno Ramos, disse nesta terça-feira que bastará o consumidor clicar no programa para que comece a fazer a medição, "o software tem um velocímetro" para fazer a contagem. Caberá as empresas fazer a aquisição do software, que deverá estar localizado na página inicial da empresa ou na página principal de banda larga. O software vai permitir que o usuário possa saber, por exemplo, a data e hora da medição, a· velocidade instantânea e a taxa de perda de pacotes.
 
- O software único não foi criado por nenhuma das prestadoras, e obedece os critérios de isonomia e transparência. Não terá nenhum custo para a Anatel - disse o superintendente.
 
O programa terá de ser comprado pelas operadoras e o seu custo não poderá ser repassado para a conta dos consumidores.
 
A PwC, em parceira tecnológica com SamKnows, foi escolhida como a Entidade Aferidora de Qualidade (EAQ), depois de chamamento público. A empresa ficará responsável, junto com o grupo técnico das empresas e da Anatel, por montar os padrões operacionais para a medição e acompanhamento da qualidade da banda larga.Informações de O Globo.


BBB12
Ex-BBB Laisa no ensaio do Paparazzo
Da redação em 29/02/2012 02:13:27

Eliminada com o maior índice de rejeição do BBB 12, a estudante de medicina Laisa Portela posou para as lentes do Paparazzo em uma casa na Zona Sul do Rio de Janeiro três dias após deixar a casa mais vigiada do país. "Gosto de fazer fotos sexy. Prefiro estar sexy a sorrir nos cliques", contou nos bastidores do ensaio. Laisa tem 1,73 m bem distribuídos por 62 kg, 98cm de busto e 100cm de quadril. Esta última, aliás, é a parte do corpo que mais gosta. "Meu bumbum tem um formato bonito e nem faço exercícios específicos para os glúteos. Malho as pernas, o que acaba enrijecendo-o um pouco. Estou muito feliz com o resultado", disse. As fotos são de Marcos Serra Lima.



< Anterior | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | Próximo >
324 registros

Edição:


Sem frase

Sem enquetes no momento.

Sem broncas

Enviar bronca
MP3 Player


Iniciar sessao