Carregando...
 
 
Brasília-DF, 01 de Setembro de 2009. Ano 5
Hoje
SETEMBRO/2009
D S T Q Q S S
1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30
Total de 33219 notícias

Parlamentares aproveitam os últimos dias para trocar de partido
Enviado por Da Redação em 30/09/2009 21:39:50

Os parlamentares insatisfeitos com os seus atuais partidos, ou que consideram que estão sem espaços nas legendas, e que desejam concorrer as eleições no ano que vem têm até o próximo sábado (3) para deixar suas atuais siglas e se filiar a outras agremiações. Nos últimos dias, alguns parlamentares já trocaram de partido e outros deverão aproveitar os últimos dias para mudar de legenda.

Entre os parlamentares que mudaram de partido estão a senadora Marina Silva (AC), que deixou o PT e se filiou ao PV, e o senador Mão Santa (PI), que trocou o PMDB pelo PSC. A deputada Rita Camata (ES) deixou o PMDB depois de 27 anos e se filiou ao PSDB. Ela diz que saiu do PMDB para ajudar o PSDB na construção de um grande projeto nacional.

Outros deputados que saíram dos seus partidos são Manuel Junior (PB), que deixou o PSB e ingressou no PMDB; Geraldo Pudim (RJ), que saiu do PMDB para entrar no PR; Marcondes Gadelha (PB), que saiu do PSB para ingressar no PSC; Luiz Bassuma (BA) que deixou o PT e deverá se filiar ao PV; Jorge Hilton (MG) saiu do PP para se filiar ao PRB. Do DEM saíram os deputados Robson Rodovalho (DF) e Nilmar Ruiz (TO).

Os parlamentares que trocarem de partido correm o risco de perder seus mandatos. Isso se os partidos pelos quais se elegeram recorrerem à Justiça pedindo o mandato. O Democratas entrrou hoje (30) na Justiça com processo pedindo os mandatos dos deputados Rodovalho e de Nilmar Ruiz. Se o judiciário aceitar a solicitação, eles perderão seus mandatos e os suplentes assumirão os cargos.

A solicitação do mandato parlamentar é legal, uma vez que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ao responder consulta partidária, entendeu e determinou que o mandato pertence ao partido e não ao parlamentar. As informações são da Agência Brasil.


Distrito federal
IPTU e IPVA não terão aumento em 2010
Enviado por Da Redação em 30/09/2009 20:12:22

 Boa notícia para os brasilienses. Nesta quarta-feira (30), o governador José Roberto Arruda anunciou que os impostos sobre Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU), Veículos Automotores (IPVA) e Limpeza Pública (TLP) não serão reajustados no ano que vem. Os valores cobrados serão os mesmos de 2009.

 A decisão foi tomada como resposta à crise econômica e vai desafogar os bolsos dos brasilienses em 2010. A expectativa é de que com isso haja maior movimentação no comércio. O dinheiro que deverá circular no comércio poderá gerar a cobrança de outros impostos, como do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS).

 “A crise econômica acabou afetando a vida das pessoas. Por conta disso, percebemos uma circunstância econômica maior. Ou seja, não adianta pensar em arrecadar mais sabendo que o consumidor está com menos dinheiro no bolso. Com essa medida iremos permitir que mais dinheiro circule na economia e gere mais empregos”, explicou Arruda.

 Inicialmente, a correção do IPTU e do IPVA deveria acompanhar a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que fechou em 4,44% na época em que o governo decidiu refazer o cálculo dos impostos para o próximo ano.

 No caso do IPVA, a notícia é ainda melhor. Com a diminuição no preço de carros novos e usados por conta da redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) – em média 10% – a tendência é que a desvalorização anual do produto reflita na diminuição do tributo. Para o imposto não há previsão de queda na receita, já que a arrecadação deverá  ser compensada com a renovação da frota e o aumento de carros circulando nas ruas devido às facilidades oferecidas aos consumidores.

 Segundo o secretário de Fazenda, Valdivino Oliveira, com a decisão o GDF deixará de arrecadar de R$ 22 milhões a R$ 24 milhões com IPTU, o que significaria cerca de 0,2%. “Podemos abrir mão desse acréscimo desde que o governo continue parcimonioso nas suas despesas”, destacou Arruda. 

 TLP

 A partir do próximo ano, os contribuintes também terão o desconto de 5% se optarem por pagar a TLP à vista e em uma só parcela. A medida já vale para o IPTU. O projeto de lei que trata do assunto seguirá para a Câmara Legislativa do DF ainda nesta quinta-feira (1º), juntamente com os outros dois que tratam da manutenção dos tributos sobre carro e imóveis.


Distrito federal
Roriz no PSC para disputar o GDF
Enviado por Da Redação em 30/09/2009 20:04:36

O ex-governador Joaquim Roriz desembarcou hoje no PSC, o menor partido de toda sua carreira política e depois de 20 anos no PMDB, com um grande desafio: vencer uma eleição sendo o lanterninha do tempo de TV e em um partido com pouca estrutura partidária para uma disputa com os chamados grandes partidos. Mesmo assim, Roriz chegou dizendo “vamos à vitória”. Mesmo com todas as dificuldades, o ex-governador garantiu que   “saí de um partido grande do ponto de vista quantitativo para um grande partido qualitativo”.

A filiação ocorreu no gabinete do senador Mão Santa (PSC) na Terceira Secretaria do Senado, na presença do presidente nacional do PSC, Pastor Everaldo Ribeiro, e de dezenas de deputados federais, entre eles Laerte Bessa (PSC-DF), Bispo Manoel Ferreira (PSC-RJ), Marcondes Gadelha (PSC-PB) Marcelo Mello (PMDB-GO) e outros.

O ex-governador do Distrito Federal disse que a filiação ao PSC se deu naturalmente já que a doutrina partidária e mesmo a sigla do partido se identificam completamente com o sentimento político dele. “Em minha vida política eu sempre cuidei e resolvi os problemas sociais, especialmente dos pobres, e sempre fui cristão porque sem Cristo nada acontece”, disse.

Em tom emocionado, Roriz relembrou toda a sua trajetória política de vereador, deputado estadual e federal, prefeito de Goiânia, vice-governador de Goiás e governador do Distrito Federal por quatro vezes e justificou a motivação em ser candidato mais uma vez.

 “Eu poderia ficar na fazenda, mas me sentiria mal ao ver tanta injustiça, tantas casas derrubadas por trator e milhares de pais e mães desempregados, sem ter comida para os filhos”, disse.

O ex-governador disse que não pode mais ficar calado diante dessas injustiças sociais e da má gestão do atual governo, especialmente nas áreas de Saúde, Segurança e Educação. “Está tudo errado, não tem dinheiro pra remédio porque tá aplicado em banco”, denunciou. “A cada dia piora a qualidade de vida de Brasília’, disse.

Roriz conclamou os companheiros do PSC e de outros partidos aliados a trabalhar, desde já, para construir uma aliança com o povo brasiliense para que, em 2010, sejam vitoriosos e tragam de novo a esperança de uma vida melhor.

O ex-governador do DF foi saudado pelo presidente nacional do PSC, pastor Everaldo Ribeiro, como “futuro governador do Distrito Federal pela quinta vez”.  Pastor Everaldo disse que o partido se sente muito honrado com a filiação de Roriz e que tem certeza que com ele o partido terá um governador. “O PSC traz pessoas do quilate de Roriz porque tem doutrina, porque tem compromissos com o social, e isso ele tem”, disse.

O deputado federal Marcondes Gadelha, que também se filiava ao PSC na mesma solenidade resumiu o encontro com uma expressão: “O mar está prá peixe!”, disse, referindo-se ao símbolo do partido, que é um peixe. Gadelha lembrou que o partido tem uma doutrina cristão e social “que coincide plenamente com tudo o que o governador Roriz fez em seus governos”.

Já o senador Mão Santa (PSC-PI) destacou, na mesma linha de raciocínio, que Roriz cumpre os preceito cristão de “dar a de beber a quem tem sede, de comer a quem tem fome, de abrigar a quem não tem teto e da roupa ao desprovido”. Mão Santa elogiou também a postura familiar de Roriz, que estava acompanhada de sua esposa, Weslian, e de suas filha Liliane e Jaqueline (deputada distrital) e da neta Bárbara.



STF cassa liminar que dava a jornal acesso a dados sobre a Câmara
Enviado por Da Redação em 30/09/2009 19:09:08

Com Agência Brasil

O plenário do STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu nesta quarta-feira, por 6 votos a 4, cassar a liminar que determinava ao presidente da Câmara dos Deputados, deputado Michel Temer (PMDB-SP), que repassasse ao jornal Folha de S.Paulo documentos sobre as despesas com verbas indenizatórias da Casa.

A maior parte dos ministros entendeu que a liminar não era cabível, porque não houve pedido de urgência feito pelo jornal; além disso, o mérito do mandado de segurança ainda será julgado no plenário do STF.

O presidente da Câmara negou o pedido de consulta aos dados, formalizado pelo jornal em 10 de fevereiro, sob o argumento de inviabilidade técnica e de ameaça às garantias individuais dos parlamentares. Ao STF, a direção alegou, posteriormente, que as informações sobre a verba indenizatória são integralmente disponibilizadas pelo portal da Casa na Internet.

Mas o ministro relator, entretanto, ressalvou que, em relação ao período solicitado pelo jornal, o site da Câmara não disponibiliza as despesas discriminadas, o que justificaria o pedido da Folha para ter acesso ao material impresso. O jornal pediu, ainda, que fosse fixada data a partir da qual, persistindo a omissão pela Câmara dos Deputados, se apurasse a possível prática de crime de responsabilidade.

O direito do jornal à informação, agora, será discutido no julgamento do mérito da ação, que ocorrerá em data ainda não agendada.



Henrique Meirelles se filia ao PMDB
Enviado por Da Redação em 30/09/2009 16:07:40

O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, se filiou nesta quarta-feira ao PMDB. Depois de muita especulação, a decisão foi anunciada na terça-feira depois de uma reunião com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

"O meu projeto hoje aqui é me tornar mais um membro do partido, somar, compartilhar minha visão. Amanhã vamos continuar trabalhando", disse em discurso, durante cerimônia de filiação realizada em Goiânia.

A intenção de Meirelles é de concorrer ao governo de Goiás, sua terra natal, ou a uma cadeira no Senado Federal. Mas sua candidatura vai depender de negociações com o diretório regional do PMDB, conforme ficou acertado em conversa com o presidente da Câmara dos Deputados e presidente do partido, Michel Temer (SP), em almoço na última quinta-feira (24).

O presidente do BC continua sem dar informações sobre a qual cargo poderia concorrer em 2010. Na terça-feira, Meirelles já havia dito que essa decisão deve ser tomada apenas em março de 2010. Até este período, ele deve permanecer à frente do Banco Central, como deseja o presidente Lula.



Aécio diz a Lula que está ‘no páreo‘ por Presidência
Enviado por Da Redação em 30/09/2009 10:01:38

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva conversou sobre a sucessão de 2010 com o governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), por uma hora ontem à tarde. Lula quis saber do tucano se ele ainda estava "no páreo", ou se o candidato tucano a presidente seria mesmo o governador de São Paulo, José Serra. Aécio respondeu que está no jogo e que assumirá "de peito aberto" a pré-campanha pelo Brasil, assim que regressar da viagem oficial de duas semanas ao exterior. À noite, o governador embarcou para a Itália.

Na conversa, Lula mostrou confiança no desempenho de sua candidata, a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil). Para que a candidatura petista seja bem sucedida, ele aposta no alinhamento entre PT e PMDB em vários Estados, inclusive Minas. Por isso, o presidente perguntou sobre a relação de Aécio com o ministro das Comunicações, o peemedebista, Hélio Costa. Candidato ao governo mineiro, Costa articula aproximação com o tucano e não esconde sua disposição de retribuir-lhe o apoio na corrida presidencial. "Se Aécio for candidato a presidente, os mineiros têm que se unir em torno dele", disse Costa.

Aécio contou que sua articulação com o PMDB estadual está em aberto. Lula tem conhecimento de que o PMDB mineiro está rachado, sabe que seu ministro "tem lado" e não tem dúvidas de que este lado é o de proximidade com o governador. Ao falar sobre o quadro de Minas, Aécio reiterou o "sentimento" predominante no PSDB de que ele é opção que pode agregar mais apoios. O governador está convencido de que o debate sucessório será focado no modelo de gestão e nas propostas para garantir que as conquistas dos últimos 16 anos de administração tucana e petista avancem.

Lula admitiu para Aécio que havia apostado na polarização da disputa entre um candidato do Planalto - Dilma, no caso - e o da oposição. Um dirigente do PSB revela que, antes de se encontrar com o tucano, o presidente fez questão de levar ao conhecimento do partido aliado sua preocupação com a pré-candidatura presidencial do deputado Ciro Gomes (PSB-CE).

Embora Ciro resista em mudar seu domicílio eleitoral para São Paulo, abrindo a possibilidade de disputar o governo paulista, em vez da Presidência, Lula insiste nesse cenário - tanto que telefonou ao governador de Pernambuco, Eduardo Campos, pedindo-lhe que, na condição de comandante do PSB, tente convencer Ciro a fazer a mudança de domicílio. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.


Distrito federal
Duda Mendonça com Arruda
Enviado por Da Redação em 30/09/2009 09:23:15

O jornalista Lauro Jardim (Veja) informa que Duda Mendonça encontrou-se na quarta-feira passada com José Roberto Arruda. Foi a segunda reunião entre ambos. Negocia ser o marqueteiro do governador do Distrito Federal em 2010. Hoje, quem cuida da imagem de Arruda é Luiz Gonzales, marqueteiro de José Serra.


Distrito federal
Evangélicos apóiam Brunelli para o Senado
Enviado por Da Redação em 30/09/2009 01:17:23

Reunidos ontem, as lideranças evangélicas do Distrito Federal confirmaram o nome do distrital Brunelli como o indicado para a disputa ao Senado nas eleições de outubro de 2010.

Leia, abaixo, a íntegra do documento: 

As entidades que representam o segmento evangélico do Distrito Federal, abaixo relacionados, fizeram uma avaliação do quadro político e eleitoral do Distrito Federal e reafirmaram o propósito de apoiar candidatos ao Senado e a Vice-Governador no pleito do próximo ano.

Dentro desse contexto, as entidades manifestam seu apoio ao nome do deputado distrital Brunelli para a disputa ao Senado, em 2010, por ser ele um parlamentar com legitimidade e que representa os ideais políticos defendidos pelo segmento evangélico.

As entidades aqui representadas reconhecem a extraordinária capacidade do trabalho do distrital Brunelli, que, em seu segundo mandato parlamentar, como homem de fé e cristão, tem lutado pelo bem-estar e por melhores condições de vida de toda a população brasiliense, em especial na defesa das pessoas mais humildes da nossa sociedade. 

            O momento político vivido pela nossa sociedade, que se reflete no fortalecimento da democracia em nosso país, exige responsabilidade de todo o cidadão e, em especial, dos evangélicos na defesa de valores éticos e morais.

    O segmento evangélico já manifestou, por meio de nota do Comitê de Participação Política (CPP), que irá participar de forma direta do processo eleitoral de 2010 com uma força política organizada. 

Dentro desse contexto político e partidário, as entidades evangélicas aqui representadas reafirmam que o nome do distrital Brunelli é consenso dentro do segmento para a disputa ao Senado, no próximo ano.

A escolha do deputado Brunelli como representante dos evangélicos para disputar uma das vagas para o Senado em 2010. O seu nome unifica o segmento porque ele tem trabalhado de maneira incansável, com determinação e coragem, em defesa dos princípios cristãos.

Entidades que apóiam o nome do deputado Brunelli:

CEADDIF – Convenção Evangélica das Assembléias de Deus do Distrito Federal
CONAMAD - Convenção das Assembléias de Deus do Brasil
COPEV – Conselho de Pastores Evangélicos           
CIPE – Conselho de Igrejas e Pastores Evangélicos
FENAIC – Federação Nacional de Igrejas Cristãs
CEIB – Convenção Evangélica Interdenominacional do Brasil
FENASP - Fórum Nacional de Ação Social e Política
M12 – Igrejas em Células no Modelo dos 12
G12 – Igrejas em Células
PRESBITÉRIO DO PLANALTO CENTRAL
CIMEB - Conselho Interdenominacional de Ministros Evangélicos do Brasil
CONVENÇÃO BATISTA Nacional
 MINISTÉRIO GUARÁ NAZARENO
IGREJA CRISTÃ
 COBRAMAD – Convenção Brasileira dos Ministros das Igrejas Assembléias de Deus Ministério de Missões e Igrejas Filiadas
IGREJA PRESBITERIANA
 IGREJA DE CRISTO
IGREJA BATISTA CENTRAL
 SARA NOSSA TERRA
IGREJA DO EVANGELHO QUADRANGULAR
IGREJA DE DEUS
COMADEBG – Convenção dos Ministros Evangélicos das Assembléias de Deus de Brasília e Goiás
IGREJA METODISTA
COMITÊ DE PARTICIPAÇÃO POLÍTICA – CPP
ASSOCIAÇÃO FAMILIA FELIZ
IGREJA DEUS É AMOR
IGREJA CASA DA BENÇÃO



Lula sanciona lei eleitoral e libera debates na internet
Enviado por Da Redação em 30/09/2009 00:00:05

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou no início da noite desta terça-feira, 29, com três vetos, a minirreforma eleitoral aprovada pelo Congresso Nacional. Um dos vetos permitiu a liberação do debate entre os candidatos pela internet.Foi vetado também o artigo que instituía tabela de dedução do Imposto de Renda para as empresas de rádio e difusão em relação a propaganda eleitoral. Com isso, fica mantido a regra em vigor hoje que permite a dedução do valor da publicidade conforme a média dos últimos 30 dias.   

Um outro veto trata de parcelamento de tributos. Os vetos serão explicados em detalhes ainda neta terça-feira pela Presidência da República.Após um amplo debate pela liberalização do uso da web na campanha, a decisão de Lula dará abertura para que debates sejam realizados pela internet sem a necessidade de convocação de todos os candidatos.

O artigo retirado pelo presidente obrigava que os sites respeitassem as mesmas regras impostas às rádio e TVs. Concessões públicas, as emissoras são obrigadas a convocar todos os candidatos a participar dos debates.

Apesar dos apelos do Tribunal Superior Eleitoral pela retirada do voto em trânsito, que autoriza o eleitor a votar quando estiver fora de seu domicílio eleitoral, e do voto impresso, Lula decidiu manter as medidas, que só devem valer a partir das eleições de 2014. (AE)



UNE quer 50% dos recursos do Fundo Social na educação
Enviado por Da Redação em 29/09/2009 23:16:03

A UNE (União Nacional do Estudantes) lança no dia 13 de outubro uma campanha para reivindicar a aplicação de 50% dos recursos do Fundo Social, financiado com lucros da exploração do pré-sal, em educação. Segundo o presidente da UNE, Augusto Chagas, o objetivo é aumentar os investimentos na área.

"Existem mais de 14 milhões de analfabetos [no país], a média de escolarização da nossa população é de sete anos, os profissionais de educação são mal remunerados e a infraestrutura das escolas é muito precária."

Para Chagas, a educação no Brasil funciona como um "funil", ou seja, apenas 13% dos jovens conseguem chegar ao ensino superior. "Não há política mais efetiva para construir justiça social do que a educação. Por isso estamos lançando a campanha, porque queremos que [a destinação de 50% dos recursos do Fundo Social para a educação] seja regulamentada em lei, para que esse recurso seja colocado numa nova agenda educacional para o país", afirmou.

Em Brasília, a UNE pretende fazer uma blitz no Congresso Nacional para apresentar a proposta aos presidentes do Senado, José Sarney (PMDB-AP), e da Câmara, Michel Temer (PT-SP), aos deputados que integram as quatro comissões especiais criadas para analisar os projetos do pré-sal e a outros parlamentares. Também está programada uma passeata com estudantes de todo o Distrito Federal.

"A partir dessa agenda de lançamento, pretendemos realizar nos estados, nas principais universidades, debates com intelectuais, artistas que possam se contagiar com essa pauta pública positiva de interesse da sociedade. Então, nós estamos muito otimistas com a possibilidade dessa conquista."

Na avaliação do presidente da UNE, o debate sobre o pré-sal precisa ser feito com toda a sociedade. "Achamos que é uma questão de interesse público, do conjunto da população, e um debate fundamental na nossa opinião é a que toda essa riqueza do pré-sal está a serviço: colocar o Brasil para se desenvolver, se vai construir uma agenda de desenvolvimento econômica e também social de distribuição de renda", disse.

Para Chagas, é importante que a fase do pré-sal não seja mais um ciclo econômico no país, que fica registrado nos livros de história, mas não se traduz "em uma sociedade desenvolvida e justa". As informações são da Agência Brasil


Distrito federal
Filippelli, um bom vice
Enviado por Da Redação em 29/09/2009 23:06:59

O nome do presidente do PMDB-DF, deputado federal Tadeu Filippelli, foi lembrado para ser o vice da chapa de reeleição do governador José Roberto Arruda em inúmeras conversas políticas ao longo do dia. Em uma das conversas um interlocutor chegou a dizer que a composição DEM-PMDB é uma das melhores em vários estados e no DF não seria diferente.


Distrito federal
Eliana vice de Roriz?
Enviado por Da Redação em 29/09/2009 23:04:13

Como estamos na semana da conspiração, tudo está valendo. O boato forte em algumas rodas agora a noite era de que a deputada distrital Eliana Pedrosa (DEM) poderia integrar uma composição política e ser a vice na chapa do ex-governador Joaquim Roriz no PSC. Vai entender...



Meirelles vai para o PMDB
Enviado por Da Redação em 29/09/2009 19:44:57

 O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, decidiu se filiar ao PMDB. A informação foi dada no início desta noite pela assessoria de imprensa do BC. A decisão foi tomada hoje, após a reunião no fim da tarde entre Meirelles e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), sede provisória da Presidência da República em Brasília.

Segundo a assessoria de imprensa do BC, a ficha de filiação será assinada amanhã em Goiânia. O evento, ainda sem local definido, está marcado para as 11 horas.

À noite, o presidente da autoridade monetária viaja para Copenhague, na Dinamarca, para compor a comitiva brasileira na defesa da candidatura do Rio de Janeiro a sede das Olimpíadas de 2016. (AE)



Governo bloqueia mais de 400 mil benefícios do Bolsa Família
Enviado por Da Redação em 29/09/2009 19:26:44

O governo federal bloqueou o repasse do Bolsa Família de 401.321 beneficiários em setembro. Segundo o Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome, eles não declararam a frequência escolar de seus filhos nos dois primeiros bimestres letivos deste ano, informação exigida para receberem o benefício. O programa do governo federal atende a cerca de 11,9 milhões de famílias.

As famílias atingidas por essa medida já receberam, pelos Correios, uma notificação sobre o problema orientando-as a procurar a gestão local do programa para regularizar as informações. Eles precisam cumprir as condições exigidas nas áreas de educação e saúde para manter o benefício.

Os gestores municipais do Bolsa Família podem ter acesso à lista de famílias atingidas pela medida na "Central de Sistemas", no site do ministério .

De acordo com o ministério, o objetivo é avançar no acompanhamento da frequência, que atualmente está em 84% do total de alunos beneficiados (idade de seis a 17 anos).    

Em julho, levantamento feito pela Secretaria Nacional de Renda de Cidadania do ministério apontou que 510.830 famílias não tinham informação de frequência de seus filhos nos dois primeiros bimestres do calendário escolar. No último acompanhamento (junho/julho), no entanto, 109.509 voltaram a registrar frequência de seus integrantes no perfil educação. As restantes tiveram os benefícios bloqueados.

Os valores do Bolsa Família serão desbloqueados quando os beneficiários atualizarem as informações de série e escola dos alunos atendidos pelo programa, no Cadastro Único e no sistema do Ministério da Educação. Caso a situação não seja regularizada até o final do ano, os benefícios serão cancelados em fevereiro de 2010.

Em setembro, as famílias começaram a receber o benefício com reajuste de 10%, o que representou R$ 1,135 bilhão a mais.

Foi o terceiro reajuste em quase seis anos de programa. A primeira recomposição nos valores do Bolsa Família, de 18,25 %, ocorreu em agosto de 2007. Em julho do ano passado, o reajuste foi de 8%.

Critérios para receber o benefício

O critério de renda para ingresso no programa passou de R$ 100 para R$ 120 em 2006. Em abril de 2009, houve outra revisão, de R$ 120 para R$ 137. No entanto, segundo o ministério, esse valor para caracterização de famílias pobres se mostrou ineficaz operacionalmente, sendo alterado novamente, para R$ 140.

Outra mudança no Bolsa Família foi a inclusão do benefício vinculado aos adolescentes de 16 e 17 anos, em março de 2008, com o objetivo de fazer com que os jovens continuem na escola. São atendidos pelo programa 2 dois milhões de brasileiros nessa faixa etária. Informações de O Globo.


Distrito federal
Aécio abona ficha de filiação de Weber no PSDB
Enviado por Da Redação em 29/09/2009 19:19:29

 O ex-secretário de Esportes do GDF e vice-presidente da CBF, Weber Magalhães, é o mais novo tucano do DF. O governador de Minas Gerais, Aécio Neves, amigo de muitos anos de Magalhães,  fez questão de participar do ato de filiação. Aécio Neves convidou o presidente do PSDB do DF,Márcio Machado, para que fosse a Belo Horizonte para receber o novo tucano. A solenidade de filiação foi realizada no Palácio das Mangabeiras, sede do Governo de Minas.

O presidente da federação Brasiliense de Futebol, Fábio Simão, tambem esteve presente. Márcio Machado disse que a chegada de Weber Magalhães ao PSDB-DF engrandece o partido por tudo que ele já fez pelo esporte e por Brasilia.

Quem também entrou para o PSDB foi o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal, Maurício Correa. Apesar de dizer que estava se dedicando apenas ao seu escritório de advocacia, Correa pode ser pré-candidato ao Senado.

 



< Anterior | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | Próximo >
440 registros

Edição:


Sem frase

Sem enquetes no momento.

Sem broncas

Enviar bronca
MP3 Player


Iniciar sessao